Mania de limpeza, necessidade ou doença?

Limpar a casa é necessário e saudável, nós Donas de Casa nos dedicamos e muito em manter todos os cômodos da casa em perfeita ordem, sem contar nas tarefas extras que temos que é o de lavar e passar roupa, cuidar dos filhos, fazer a comida e ser uma “ótima esposa de noite”.

Mas e quando a necessidade de manter a casa em ordem se torna uma doença? Quais são os sintomas? Será que tenho essa doença? Tem cura?

Bom vou responder pelo que pesquisei e respondendo a primeira pergunta a necessidade em excesso de manter a casa limpa, principalmente ela já estando limpa, ou viver em função de limpar a casa pode ser sim um transtorno chamado de Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) ou Distúrbio Obsessivo-Compulsivo (DOC). Os sintomas do TOC ou DOC são vários, medo em excesso, pensamentos negativos e obsessivos quem quiser saber mais sobre esse Transtorno indico esse site: http://www.ufrgs.br/toc/oque_toc.htm.

Mas será que querer a casa super limpa é uma doença mesmo e tem cura para essa doença? Como disse acima se for algo em extremo excesso sim pode ser o TOC ou DOC, e caso apresente os sintomas, procure um psicoterapeuta ele saberá diagnosticar se é ou não o TOC ou DOC.

Lembre-se que querer uma casa limpa é algo que nós Donas de Casa queremos e temos por compromisso, mas nada pode ser em excesso senão deixamos de fazer o melhor da vida que é viver.

{Cassandra Arriveti}

 

 

 

 

 

17 comentários em “Mania de limpeza, necessidade ou doença?

  1. Olá Cassandra, gostei do texto. E concordo tudo em excesso tira a alegria e magia da vida. Super bjs

  2. Muitas donas de casa tem o Toc e Doc e nem se dão conta disso,por falta de conhecimento.Deveria ser mais divulgado,achei o texto simples e de bom tom.Parabéns Cassandra,numa outra oportunidade vamos falar mais sobre essa sindrome silenciosa que boa parte de nós DCA sofremos e não sabemos.Um grd abraço e boa sorte!!

  3. Oi meninas lindas!Bem sei que meu coments…não contará ponto…rs…mas queria deixar aqui já que agradeço a vcs pela oportunidade de participar de uma comunidade tão instrutiva e que ajuda a nós Donas de casas não nos sentirmos sozinhas…bem o assunto acima que eu escrevi eu não sofro desse mal em relação a limpeza, mas já tive medos e neuras em excesso…mas melhorei com leituras de livros de auto ajuda.Bem espero que ajude algumas pessoas e que aumente nossos curtidores..bjs e agradeço desde já os comentários que fizeram.

  4. Eu não sofro desse mal, mas já vi pessoas pouco a pouco entrarem nessa doença, a angústia de nunca ver as coisas perfeitas, geralmente outros distúrbios são associados, mas é triste ver alguém se gastar tanto e ainda assim não se sentir satisfeita com o que foi feito.

  5. Que texto lindo e explicativo , Parabéns Cah

  6. Parabéns, pela clareza de explicação, eu não sofro deste mal, ainda bem porque minha casa é um triplex, já imaginou ?Mas eu gosto de deixar tudo arrumado e limpinho , e ainda sobra um tempinho prá se divertir….sua matéria está muito boa , adorei….

  7. Gostei da dica! Não corro esse risco, ainda mais agora trabalhando tanto com a internet, meu dia fica dividido entre casa, computador e filhos e a casa é a que mais perde… rsrsrs Maridão ajuda na limpezona de fim de semana, então acho que estou longe do TOC. MAs é muito legal chamar a atenção para esse problema sim, pois é um caso sério e leva a outros problemas…
    Parabéns pelo texto!
    Boa sorte no concurso!

  8. É uma grande realidade das Donas de casa, querer a casa sempre limpa….muitas vezes você acaba sofrendo desse transtorno e não percebe….
    Ontem foi meu dia de faxina…meu Deus claramente eu não sofro desse mal, porque não via a hora de acabar a "maldita" limpeza ….mais uma coisa que me incomoda bastante é ver o chão sujo, na minha casa é tudo piso barnco então imagina só, um cisco aparece la de longe…..e agora minha bebe ta engatinhando, mais do que nunca eu fico com o pano e o rodo na mão….kkkk
    Mais Cassandra parabéns pelo texto, muito importante este tema!

  9. Seu texto está ótimo!E vc conseguiu explicar td de maneira bem clara, numa linguagem de fácil compreensão, parabéns!O que tenho a dizer é que essa mania, ou doença que seja; passou longe de mim!Mas conheço, convivi, conheci e convivo com algumas pessoas bem próximas que tem essa mania.Sei que é mto gostoso estar numa casa arrumadinha, limpinha, cheirosinha.Pq limpeza, organização e cheiro bom, só atraem coisas boas.Como vc disse, o excesso é que é ruim.Eu conheço gente que tem essa mania, mas que em sua casa ninguém pode ir,é mole?q quer deixar aquele ambiente somente para ela, o marido e os filhos apenas!Visitas não são bem vindas, e quando ocorrem, ficam olhando tds os movimentos dos convidados, com medo que tirem algo do lugar, ou estraguem, sei lá!Isso é no mínimo muito chato!Conheço tbém quem tem essa mania, e que quando visista alguém, repara em td, pra poder criticar e "noticiar"pra outras amigas, sobre o asseio e capricho(ou a falta deles)da visitada!Muito legal o assunto, e dá um bom debate!A minha opinião é que há que se buscar um equilíbrio, onde o prazer de fazer a limpeza e organização de uma casa, a mulher não esqueça que isso necessariamente não precisa ser sua prioridade, pq se for, lembrando suas palavras,é melhor procurar ajuda profissional.Mais uma vez parabéns.Tô aqui na torcida!

  10. oiiie,tenho muita mania de limpeza,gosto de tudo no seu devido lugar e isso ta afetano meu casamento pq meu marido não me ajuda ai agente descute isso é frequente,isso ainda q eu não tenho filhos eu sou muito extressada,o q devo fazer hem sera q eu tenho essa doença??

  11. Valeu pelo toque, Cassandra! (trocadilho infame!)Hehehehehehe… Estou mais pra Transtorno Preguiçoso Compulsivo do que Obsessivo!!

  12. tenho um problema de limpeza e organização grande na minha casa eu fico muito zangada quando vejo a casa suja e só eu q mim incomodo com a sujeira e a bagunça já fiquei brigada com meu marido por isso e ele manda eu mim tratar diz q sou doente não sei se sou mesmo doente ou simplesmente convivo com pessoas muito nojentas

  13. Para ter a certeza se tem TOC é importante conversar com um psicólogo/terapeuta. Mas se é algo que te incomoda é importante conversar com o pessoal aí da casa. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>