15 Coisas boas em ser dona de casa!

Essa semana tive o desprazer de ler um texto preconceituoso e mal escrito sobre mães que trabalham fora, o que tinha tudo para ser algo leve, inspirador e até divertido se transformou em 15 tópicos de puro preconceito.

O pior de tudo é que foi escrito por mulheres!

Esse texto é uma resposta para pessoas que se julgam superiores por terem um emprego remunerado – com dinheiro – por que sim, eu trabalho em casa e sou remunerada de outras formas, não sou desocupada como nenhuma dona de casa é! O trabalho dignifica o homem e dignifica a mim também! E o mais importante, esse texto é para também ajudar as novas donas de casa a encontrarem beleza, leveza e alegria no seu dia-a-dia.

Vamos às 15 coisas boas?

  1. Você é a sua chefe! Decide e organiza os seus horários, tem coisa melhor?
  2. Você pode ter tempo livre para ler, navegar na internet e aprender. Nada como uma mulher atualizada, não é mesmo?
  3. Você pode conseguir tempo para fazer cursos de atualização na sua área profissional, afinal ter a possibilidade e tempo de estar em dia com os cursos de sua área é um privilégio, não é mesmo?
  4. Você pode ter tempo para fazer cursos e para praticar aquele seu hobby ;
  5. Você pode ajudar aos outros no seu tempo livre, quem não gosta de ser útil?
  6. Quando está com cólicas pode parar para dar uma relaxada no sofá;
  7. Pode hidratar os cabelos em casa no meio da tarde;
  8. Pode decidir fazer tudo em um único dia ou não fazer nada;
  9. Tem a chance de fazer novas amizades em lugares comuns, como supermercado, escola e padaria, tendo a oportunidade de conhecer outros universos que não só o seu. Nada como não ser alienada a um único assunto;
  10. Consegue tempo para cuidar e decorar o seu lar;
  11. Pode ir ao cinema no meio da tarde e pagar metade do valor do ingresso;
  12. Pode se organizar para praticar uma atividade física, estar linda e em forma;
  13. Pode marcar consultas com médicos, dentistas, dermatologistas durante o horário comercial;
  14. Tem a possibilidade e o tempo de fazer pesquisas de preço e assim economizar;
  15. E finalmente consegue tempo para parar, respirar, contar até 10 e levar com bom humor todas as piadinhas infames sobre o fato de você não trabalhar fora! Afinal só quem está nessa posição conhece as delícias e dissabores de uma dona de casa.

Por isso, seja feliz com as suas escolhas, seja ela qual for.

Você não é melhor do que outras mulheres, por ser dona de casa. Isso te diferencia, sim, mas no final das contas, você é apenas mais uma, que vive e lida com a sua realidade, desejando ao final de tudo ter deixado algo de bom nesse mundo, como todas as outras.

Faça do limão a limonada, lute com as suas armas, seja feliz com a sua realidade, pois mais importante do que ser ou não uma dona de casa é a sua felicidade, esteja ela onde estiver!

{Rafaela do Nascimento}

http://rafaelando.wordpress.com/

Foto destacada: via Zastavki


30 comentários em “15 Coisas boas em ser dona de casa!

  1. Rafaela, que texto legal esse, nos faz recordar o lado bom da coisa, que no final das contas é o lado que importa. Valeu.

  2. Sabe…gostei muito deste post, em julho vou fazer 20 anos de casada e de todo esse tempo trabalhei fora por apenas 4 anos. Nunca havia me imaginado como dona de casa, confesso que tem dias que ainda me sinto triste por ter deixado minha vida ter tomado esse rumo, mas como diz o final do post "fazer dos limões limonada"…., estou aprendendo cada dia mais gostar da minha condição como dona de casa.

  3. Apoida, acho queli esse texto ao qual vc se refere, eu admiro quem trabalha fora mais admiro muito a minha posição de dona de casa também, cada um sabe o que fazer de sua vida e ninguém é melhor que ninguém né? O importante é ser feliz e realizada com a nossa condição. Um grande beijo e uma ótima semana.

  4. Adorei Rafa!! Disse tudo!! bjs

  5. Fico feliz de encontrar pessoas como as que encontro aqui nesse grupo, pois tomar a decisão de ser dona de casa, em uma sociedade em que todo mundo só pensa no individual, no seu prazer, na sua realização, inclusive nas suas vidas familiares – quando tomamos a decisão de tornar a nossa vida mais do que apenas a nossa para compartilhar e nos colocarmos a disposição de outros sem cobrar nada por isso, somos julgadas e até ridicularizadas, por quem acha que tem o direito de ditar o que cada um deve fazer da sua vida!

    Cada um sabe onde aperta o seu calo, paga a suas contas, se sua felicidade está na vida profissional, ótimo, agora se está no lar, qual é o problema de ser feliz assim?!

    Obrigada por terem publicado meu texto.

  6. Rafaela, adorei seu texto, muito bom mesmo, lembrar como temos um emprego legal! Eu sempre cito 1 itém para meu marido(ele concorda) e vou citar aqui completando os pontos, se não se importa: Eu deixo a casa agradável e ainda tenho tempo para ser o apoio de toda a família, isso quer dizer que quando eles estão em casa, é pra eles que vivo e dou a atenção e não para a limpeza, que não posso fazer se trabalho fora. A dona de casa é uma base forte para o equilíbrio da família, ela sabe de tudo o que rola ali. Então sem essa de vir pra casa estressada com emprego, eu é que tiro o estres do maridão. ;)

  7. Luciana Locha / 9 de abril de 2012 at 16:45

    Eu ainda não aprendi a gostar, e sim a convier com ela… peço a Deus todos os dias para ter este discernimento em aceitar está posição…. Queri achar esta felicidade de novo dentro de mim.

  8. Daniela Alves Correa / 9 de abril de 2012 at 19:04

    clap, clap, clap Rafa, gostei de ler teu texto e sentir a força das tuas palavras. Não te conheço, mas parece que te ouvia pronunciar cada uma.

  9. Rafa, eu me divido entre os trabalhos com a casa e o emprego. Ganho muito com isso, mas sei tb q perco muitos momentos maravilhosos como estes q vc citou, sem contar o tempo precioso com os filhos.

  10. Nossa Rafaela, adorei o texto! É bem isso msm! Eu sou dona de casa por opção desde que minha filha mais velha nasceu, há 15 anos! Adoro, não me sinto inútil e vivencio tudo isso que vc falou, além de estar fazendo o que sempre sonhei que é acompanhar o dia a dia dos meus filhos, estar na porta do colégio, conhecer os amigos e ter disponibilidade de tempo para eles, para levá-los aos cursos que querem fazer, ás terapias e de poder cuidar de mim tbm. Só quem já trabalhou fora por muitos anos sabe a importância que tem o ítem 6! ehehe.
    O importante é ter sempre a consciência de que toda escolha incorre em perdas, mas incorre em ganhos tbm.
    Grande beijo e PARABÉNS!

  11. Posso publicar no meu blog com os devidos créditos?

  12. Oi Rafa,
    Adorei o texto e não achei mal humorado, pelo contrário, me deu vontade de acelerar minha aposentadoria, pois eu posso aposentar devido a doença, mas protelei a decisão por medinho de virar dona de casa. Agora estou achando um bom negócio.
    Adorei! parabéns!

    • É isso mesmo. Quer seja dona de casa por opção ou devido a outras circunstâncias há que aproveitar os facto positivos… E há muita coisa boa em ser dona de casa por isso há que aproveitar…

  13. Amei o texto. Realmente há muito preconceito sobre ser dona-de-casa. Mas como a Claudia Gimenes comentou, em todo trabalho há perdas e ganhos. Cabe a nós achar os nossos ganhos dentro do lar e da família. De vez em quando eu mesma tenho preconceito sobre ser dona-de-casa, mas depois penso em como pude dar estabilidade e muito carinho para meus filhos e marido. e nada compensa mais do que vê-los felizes e preparados para a vida!

  14. Eu sou dona de casa, faço ginástica todos os dias, viajo na net, curto meus cáozinhos, decoro a casa e cansei de trabalhar demais. Bejim.

  15. Amei o texto Rafa, infelizmente muitos desvalorizam nossa opção de sermos donas de casa em tempo integral! Afinal, cuidar da família em tempo integral é um privilégio. E como 16ª dica acrescentaria: Ainda dá tempo de estudar hebraico rsrsrs
    Bjim

  16. Amei seu texto e também os comentários, não estou sozinha com essa opção de vida .Eu amo cuidar dos meus 3 filhos e do meu marido, às vezes paro, penso e fico boba com tanta felicidade só que logo vem alguém denegrindo as donas de casa, me sinto diminuída como ser humano. Hoje os valores mais importantes mudaram muito, o que importa é TER e não SER. Pois devemos andar donas de casa de cabeça erguida orgulhosas de nossa opção, de sermos FELIZES amando e sendo amadas…estou casada à 20 anos e amo minha vida e tenho pena de mulheres que colocam o trabalho acima de tudo e perdem tudo até o marido e o carinho e a atenção dos filhos.Oque é mais importante!!

  17. Adorei o texto, Rafaela vc foi muito bem em seus comentários.
    Eu fiquei com inveja, sou do tipo que trabalha o dia todo, não tem tempo para nada e vivo estressada! kkkkkkk
    Vcs donas de casa são minhas heroínas, acho o máximo poder se dedicar a família e a casa.
    Meus Parabéns para tds vcs meninas…não deixem ninguém menosprezar vcs, vcs são fantásticas !!!!
    Bjus

  18. Querida Luciana, eu convivo com esse estigma todos os dias. Aqui na europa hà muito essa ideia que uma dona de casa é burra, alienada, fùtil….Tento ultrapassar isso e por vezes tento explicar o por quê da minha decisäo, mas as pessoas olham-me ainda assim de lado!
    È bom saber que hà mais mulheres como eu, que se respeitam e däo ao mundo o que melhor têm!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>