Postado por em abr 9, 2012 | 30 comentários

Essa semana tive o desprazer de ler um texto preconceituoso e mal escrito sobre mães que trabalham fora, o que tinha tudo para ser algo leve, inspirador e até divertido se transformou em 15 tópicos de puro preconceito.

O pior de tudo é que foi escrito por mulheres!

Esse texto é uma resposta para pessoas que se julgam superiores por terem um emprego remunerado – com dinheiro – por que sim, eu trabalho em casa e sou remunerada de outras formas, não sou desocupada como nenhuma dona de casa é! O trabalho dignifica o homem e dignifica a mim também! E o mais importante, esse texto é para também ajudar as novas donas de casa a encontrarem beleza, leveza e alegria no seu dia-a-dia.

Vamos às 15 coisas boas?

  1. Você é a sua chefe! Decide e organiza os seus horários, tem coisa melhor?
  2. Você pode ter tempo livre para ler, navegar na internet e aprender. Nada como uma mulher atualizada, não é mesmo?
  3. Você pode conseguir tempo para fazer cursos de atualização na sua área profissional, afinal ter a possibilidade e tempo de estar em dia com os cursos de sua área é um privilégio, não é mesmo?
  4. Você pode ter tempo para fazer cursos e para praticar aquele seu hobby ;
  5. Você pode ajudar aos outros no seu tempo livre, quem não gosta de ser útil?
  6. Quando está com cólicas pode parar para dar uma relaxada no sofá;
  7. Pode hidratar os cabelos em casa no meio da tarde;
  8. Pode decidir fazer tudo em um único dia ou não fazer nada;
  9. Tem a chance de fazer novas amizades em lugares comuns, como supermercado, escola e padaria, tendo a oportunidade de conhecer outros universos que não só o seu. Nada como não ser alienada a um único assunto;
  10. Consegue tempo para cuidar e decorar o seu lar;
  11. Pode ir ao cinema no meio da tarde e pagar metade do valor do ingresso;
  12. Pode se organizar para praticar uma atividade física, estar linda e em forma;
  13. Pode marcar consultas com médicos, dentistas, dermatologistas durante o horário comercial;
  14. Tem a possibilidade e o tempo de fazer pesquisas de preço e assim economizar;
  15. E finalmente consegue tempo para parar, respirar, contar até 10 e levar com bom humor todas as piadinhas infames sobre o fato de você não trabalhar fora! Afinal só quem está nessa posição conhece as delícias e dissabores de uma dona de casa.

Por isso, seja feliz com as suas escolhas, seja ela qual for.

Você não é melhor do que outras mulheres, por ser dona de casa. Isso te diferencia, sim, mas no final das contas, você é apenas mais uma, que vive e lida com a sua realidade, desejando ao final de tudo ter deixado algo de bom nesse mundo, como todas as outras.

Faça do limão a limonada, lute com as suas armas, seja feliz com a sua realidade, pois mais importante do que ser ou não uma dona de casa é a sua felicidade, esteja ela onde estiver!

{Rafaela do Nascimento}

http://rafaelando.wordpress.com/

Foto destacada: via Zastavki