7 Coisas que precisamos descartar

Algumas coisas que precisamos descartar são exatamente as que temos mais dificuldades e consequentemente são as que fazem nossa casa ficar mais bagunçada. 

No geral as pessoas acumulam algum tipo ou categoria de objetos que na verdade não lhes fariam falta nenhuma se fossem descartados. 

Quem nunca guardou revistas achando que um dia seriam consultadas e 10 anos depois constatou que conseguiu sobreviver muito bem sem elas e que também acabou não fazendo aquela cestinha artesanal linda feita com rolinhos de folha de revista?

E eletrônicos ou eletrodomésticos, quantos não estão aí em sua casa esperando o marido que garantiu que aquilo teria conserto ou pelo menos iria servir como peça sobressalente de algum outro produto (gente, vocês ainda acreditam quando o marido diz que vai consertar alguma coisa em casa? Só se for com a ajuda do papai Noel junto com o coelhinho da páscoa e a fada dos dentes…).

Segue a lista: 

1- Cadernos, desenhos e bilhetes

organizar desenhos de crianças

Comecei com um ítem carregado de emoções. Quantas mães (e pais) não morrem de dó só de pensar em se desfazer daquele rabisco que o filho fez e garantiu que era a mãe, o pai e ele passeando na praia? É duro, mas você pode fazer isso. Uma alternativa seria tirar fotos, digitalizar ou fazer um pequeno vídeo doméstico com essas obras de arte e depois separar para a reciclagem tudo o que for possível. Para não ser tão radical, pode estipular uma caixa e guardar nela o que achar realmente especial e se limitar a esse espaço da caixa. Para outros ítens mais especiais ainda pode colocar em molduras e expor nas paredes da casa. Não se esqueça de incluir nesse descarte cartões de natal, de aniversário, provas, trabalhos escolares …

2- Roupas

roupas

Pode parecer óbvio mas se você não usou em um ano ou dois, definitivamente não precisa guardar aquela peça de roupa. Além das roupas e sapatos pessoais dê uma olhada em lençóis, toalhas, panos de cozinha, a rouparia da casa em geral, provavelmente vai encontrar ítens à mais que podem ser “despromovidos” (tipo uma toalha virar pano de chão) ou doados. 

3- Documentos

organizar documentos

Faturas, boletos pagos, comprovativos, extratos bancários, tudo isso pode ser importante, mas tem prazo de validade. Tenha esses papéis em ordem, arquivados por data para facilmente poder descartar os que já não têm efeito legal. 

4- Eletrodomésticos e eletrônicos

descartar eletrônicos

Os aparelhos estão cada vez com tempo de vida útil reduzido. Algumas de nós ainda se recorda de quanto um fogão ou geladeira eram companheiros de uma vida inteira. As televisões, aparelhos telefônicos, câmeras, computadores, chapinhas e videogames então mudam conforme as modas, nem precisam estragar para serem trocados, basta ficarem com um design ultrapassado. Esses devem ser descartados em locais próprios, informe-se dos locais na sua cidade. Dá uma olhadinha aí na sua casa e com certeza vai econtrar algum aparelho que pode ou deve ser descartado. Se ainda funciona, doe, se não, é para reciclagem. 

5- Livros, jornais e revistas

documentosDependendo do estado do livro pode e deve ser doado ou “esquecido” voluntariamente em algum local público para que outras pessoas possam ler também. As revistas e jornais hoje em dia estão sendo cada vez menos comprados por causa da internet ou mesmo da assinatura de edições digitais. Caso você tenha em casa exemplares de revista observe se não está somente formando uma moradia para traças e outros insetos. Se realmente gostou de algum material (receitas, pap de artesanato…) pode digitalizar, ou cortar somente a parte que interessa colocando em algum fichário. 

A incapacidade de descartar até mesmo o livro mais inútil parece ser um problema humano universal. Nenhuma pessoa normal tem problemas em jogar fora pratos rachados, sapatos velhos, fitas cassete, plantas mortas e assim por diante. Mas os livros antigos, não importa se estiverem mofados, estraçalhados ou não fazer sentido intelectual algum, nunca recebem o tratamento que merecem. 

(Biblioo)

6- Produtos vencidos

produtos vencidos

Essa categoria pode ser muito extensa. Vai desde cosméticos  a ítens de mercearia. Faça uma caça à data de validade em sua casa e vai ver quantos ítens já deveriam ter sido consumido há tempos e estão lá, não só ocupando o lugar mas também correndo o risco de alguém mais distraído consumir ou usar esses ítens. Faz uma vistoria aí e depois me conta (perfumes e remédios incluído). 

7- Jóias e acessórios

organizar bijus

Tanto mulheres quanto homens. Quantos cintos velhos, carteiras, malas, bolsas, bonés… estão no armário sem serem utilizados? Ou porque já chegaram ao fim de sua vida útil ou porque simplesmente a pessoa já não gosta de usar aquelas coisas, mas por algum motivo qualquer deixa ali, quietinho. Atenção para essas coisas, selecione, avalie, e veja se realmente compensa ter um brinco que perdeu o par há anos e outras coisas desse tipo. 

 Gosta de dicas de organização? Veja esse post: 

Dicas para organizar a casa

Abraços, 

{Renata Marques}

Livro Grãos de Areia – concurso cultural

Que tal ganhar um exemplar do livro Grãos de Areia escrito pela Carol Szabadkai? A Carol já foi colunista aqui no site DCA e um dia ela decidiu realizar seu sonho e se dedicar à escrita de um livro que contasse sua história de amor. No livro, você encontrará um romance real vivido pela autora do livro, Carol .  Se tem interesse, participe do nosso concurso cultural de lançamento do livro. 

Assista o vídeo com a entrevista exclusiva da Carol e alguns detalhes sobre o concurso cultural:  

Regulamento do concurso: 

  • O concurso cultural ocorrerá no período compreendido entre os dias 08/06/2015 e 30/06/2015, válido para endereços no Brasil.  
  • Para participar do Concurso, os interessados deverão, a qualquer momento durante o período de participação, enviar a sua frase contendo o título do livro, Grãos de areia. A resposta deve ser postada nos comentários do vídeo do Youtube (https://www.youtube.com/watch?v=klJlo-BCm2U).
  • A autora do livro será a responsável por escolher a frase vencedora. 
  • O vencedor será premiado com apenas um exemplar do livro, independente do número de respostas enviadas. Haverá 01 (UM) vencedor. A obra será enviada pela autora para o vencedor.
  • O livro será enviado no mês de julho de 2015 via correios, conforme endereço e nome informado pelo vencedor que será contatado por mensagem em seu perfil do Google. Deve ser informado, também, o nome a constar na dedicatória do livro. 

Grãos de areiaQuer garantir o seu independente do concurso? Conheça o site do livro: http://carolszabadkai.wix.com/graosdeareia 

 {Renata Marques}

Limpeza para prevenir a gripe

Todo ano é a mesma coisa, vem o tempinho mais frio e com ele os famosos vírus das gripes e resfriados. Para prevenir a gripe podemos usar o recurso das vacinas, seguir a orientação de lavar bem as mãos e evitar estar em locais fechados com muita gente. Outra forma de prevenir a gripe, enquanto donas de casa, é fazendo uma boa limpeza em pontos específicos. 

Existem  vários tipos de vírus que transmitem gripe, mas no geral a informação que temos é que eles são capazes de sobreviver cerca de 10 horas sobre uma superfície lisa (como uma maçaneta por exemplo). Uma das formas de contágio mais comum é pelo contato da mão com a boca ou nariz, que são as portas de entrada para esse vírus desalmado. 

A limpeza doméstica pode ser mais uma arma no combate dessa doença tão incômoda.

Veja os locais ou objetos da casa onde podemos agir para prevenir a gripe: 

Basicamente todos os locais em que várias pessoas tocam sempre no mesmo ponto. Aplicar um produto desinfetante nesses locais regularmente especialmente quando você ou algum familiar estiver infectado com o vírus da gripe. 

Lembre-se de deixar o desinfetante atuar por pelo menos 10 minutos para fazer o efeito de matar ou neutralizar o vírus e assim prevenir a gripe. 

Por último mas não menos importante, é preciso ventilar a casa. Eu sei que no frio nos esquecemos de abrir as janelas, mas não se esqueça desse detalhe, abra as janelas diariamente por 20 a 30 minutos, é o suficiente para trocar o ar da casa.

Tem mais alguma dica? 

Abraços,

Renata Marques 

 

Tão dona Florinda, tão rabugenta

Escrevi este texto no início do ano, mas acabei esquecendo nos rascunhos e agora libero ele.

***

Este ano parece que não começou tão bem. Se eu fosse supersticiosa diria que não entramos com o pé direito. Todos ficamos doentes, daquelas viroses que não terminam mais. Quando a família fica doente e, inclui você – a dona da casa – parece o fim da casa (parafraseando o “fim do mundo”). Sim, porque quem cuida da casa é você, quem cuida dos filhos doentes é você, quem cuida do marido doente é você e se você fica doente, ó céus! Durante esse período a única coisa que eu pensava era: bem que podia ter uma santa aqui perto para cuidar de todos nós e dar uma arejada nessa casa enquanto ficamos jogados no sofá. 

Quando essa onda passou, olhei ao redor e vi o estrago que ela causou e como vocês bem podem imaginar estava feia a situação. Aos poucos fui colocando tudo em ordem. Re-estabelecendo a boa e velha rotina.

Um pouco antes do final do ano esteve parte da minha família aqui para o natal, e meu cunhado apresentou o Chaves para meu filho. Quando eles foram embora, fomos rever alguns episodios do Chaves em família, foi muito bom, lembrei da minha infancia e rimos um bocado. Quando vi a dona Florinda, com aquela cara amarrada, de avental e de rolinhos – um estereótipo de dona de casa – sempre caminhando a passos apressados, cumprindo alguma atividade do lar, não pude deixar de me identificar. Raramente uso avental de cozinha, nunca uso rolinhos, mas me vi exatamente assim, de cara amarrada e apressada para terminar as atividades da casa. Você se vê assim às vezes?

Me incomodei com isso. A soma de uma casa a tantos dias virada do avesso e sem conseguir colocar as atividades rotineiras em dia para dar conta de tudo, me torna uma pessoa nervosa, me torna um pouco dona Florinda. 

Eu gosto muito de cuidar do meu lar, amo cuidar de todos os detalhes e dar conforto, cheirinho bom e paz para minha família. Me sinto bastante Amélia e assumo. Por gostar dessas coisas, eu corro atrás delas, buscando como alcança-las. Sim, porque muitas vezes o natural não é que tudo seja sempre limpo, organizado, cheiroso e cheio de paz, muito pelo contrario. Assim, busco soluções que me auxiliam a centrar minha mente, focar nas minha metas familiares. 

No último ano passei a consumir muito Youtube. Deixei há algum tempo novelas de lado, série só assisto Big Bang Theory e isso quando consigo parar na frente da TV. No Youtube procuro 2 estilos de canais que me “elevam”. O primeiro é constituído de mensagens de mulheres que me façam refletir sobre a vida, sobre a casa e principalmente sobre a família.  O segundo estilo são vídeos que me incentivem na atividade que estou fazendo. Por exemplo, se estou arrumando o guarda-roupa, coloco alguma playlist de pessoas dando dicas de como arrumar o guardaroupa no tablet, vou vendo e fazendo ao mesmo tempo. Muita coisa já sei, vou somando dicas e já colocando em prática.

Assim sigo. Confesso que é difícil manter o padrão que desejo e almejo, é um re-pensar diário, um cair e um levantar.   

Daniela