Crise na Venezuela – A realidade das donas de casa

Há alguns anos os jornais vêm noticiando a crise na Venezuela e essa tem sido a dura realidade das donas de casa de lá. As famílias venezuelanas estão enfrentando o desabastecimento dos supermercados, o racionamento de energia, filas e prateleiras vazias, uma dieta pouco variada e com poucos nutrientes e todos os problemas de saúde e sociais que vêm em decorrência da crise generalizada. Falta o básico e isso não é novidade, pior, virou rotina.

São as donas de casa que encaram diariamente as queixas da família. Já não passam só necessidades, passam fome, e a fome, como sabemos, é uma necessidade imediata. 

As notícias que vamos recebendo não são animadoras, piora a situação de dia para dia. E de alguma forma conseguimos ter empatia com as donas de casa venezuelanas porque, como canta Djavan em Esquinas, “… sabe lá o que é não ter e ter que ter pra dar“. 

A situação está tão intensa que as pessoas já perderam a dignidade e há quem se arrisque a cometer o “crime” de levar um pacote de farinha a mais do que é permitido. Com isso foi criada até uma nova área de atuação para os antigos traficantes de droga, agora traficam bens essenciais, artigos de mercearia e produtos de higiene. Escondem no fundo falso de um carro sabão, lâminas de barbear e leite em pó. Isso mesmo, o pó que os traficantes vendem agora é leite, sabão e farinha de milho.

Muitas mulheres também são agora “bachaqueras“, fazem contrabando de bens essenciais. Já não revendem produtos de beleza, agora revendem o que conseguem adquirir depois de muitas horas em filas utilizando variados esquemas na tentativa conseguir sustentar suas famílias. Os produtos são vendidos por meio de contatos feitos por aplicativos de bate papo no celular mesmo sabendo que isso é ilegal e que estão sujeitas à prisão, pena de 3 a 5 anos. 

A opção é se sujeitar ao “bachaquero” ou ficar horas na fila sem a garantia de conseguir o produto que se precisa sendo que cada pessoa pode fazer as suas compras em apenas um dia da semana, dependendo do número de seu documento e esse rodízio é controlado pelos militares. Imagino que a preocupação constante na cabeça dessas mulheres seja a próxima refeição. 

crise na venezuela 2

As donas de casa também foram instruídas a evitar usar os eletrodomésticos visto que o país também tem feito racionamento de energias. Atividades simples da rotina da casa como passar roupa, aspirar a casa ou usar secador de cabelo estão suspensas ou limitadas. 

Diante dessa situação caótica com filas, braços numerados, controle militar e confrontos,  as donas de casa não desistem. Criaram associações para trocas de alimentos, sim, os poucos que conseguem adquirir viram “moeda”, o escambo funciona melhor que o dinheiro em papel que desvaloriza diariamente.

E se fosse comigo? Essa pergunta fica na minha mente. Será que eu saberia gerenciar meu lar com tanta escassez? Estamos tão acostumadas a ter os recursos básicos que nem nos damos conta do real sentido da palavra básico e essencial. 

Esse texto tem apenas como objetivo a reflexão pessoal, para revermos nossos valores e nosso estilo de vida.  

crise na venezuela

Fontes: Extra, BBC Brasil, NY Times

Imagens: Reuters

[Renata Marques]

 

Ecobags – cuidados e organização das sacolas ecológicas

As sacolas ecológicas vieram para ficar, e isso é muito bom para o ambiente. Existem muitas vantagens e benefícios em usar as tão na moda sacolas retornáveis, também conhecidas como ecobags

Os modelos, cores e materiais são bastante variados, mas uma coisa todos eles têm em comum: precisam ser desinfetados. 

Falta de limpeza nas ecobags representa risco à saúde

Como qualquer outro utensílio que entra em contato com nosso alimento, as ecobags precisam estar em perfeitas condições de higiene.  As sacolas reutilizáveis que não são higienizadas acabam se tornando focos de bactérias que contaminam os alimentos e podem prejudicar a saúde, as crianças são as mais vulneráveis à contaminação. 

O principal conceito das sacolas reutilizáveis é que elas sejam usadas muitas vezes, e isso só pode acontecer se tomarmos os devidos cuidados de limpeza e organização. 

Ao usar as sacolas ecológicas devemos separar os alimentos crus dos outros alimentos, assim como os produtos de higiene e limpeza devem estar separados dos restantes ítens. 

Organizar as sacolas retornáveis

Depois de limpas as sacolas podem ser organizadas em uma caixa ou cesto, assim todos da casa vão saber que as sacolas que estão neste local estão limpas e prontas para serem utilizadas. 

Eu fiz pequenos organizadores reciclando caixas de cereais: 

organizar sacolas ecológicas

Resumindo

Cuide da sacola como cuidaria de qualquer outro utensílio de cozinha. As sacolas retornáveis devem ser guardadas em ambiente limpo, protegidas do calor, umidade e odores. 

Assista neste vídeo como limpo minhas sacolas: 

Link do vídeo: Cuidados com as ecobags 

[Renata Marques]