O que NÃO fazer quando queimar o feijão

Hoje eu queimei o feijão. E como uma dona de casa totalmente inexperiente – mesmo não sendo tanto – fiz tudo o que não deveria ter feito para tentar salvar o dito cujo. Misturei ele. Cavuquei na panela, soltando o queimado. Provei. Ficou horrível!

Recolhi minhas lágrimas e depois de um breve período de depressão, em que rememorei que na noite anterior coloquei o feijão de molho com todo carinho, que pela manhã cedo já liguei para começar a cozinhar, tendo o cuidado de trocar a água antes e depois coar aquela espuminha branca; temperei com cebola, alho e linguicinha, até bati um pouco no mixer para dar uma engrossada extra no caldo. Quando já estava pronto, deixei o fogo baixinho, com água de sobra e coloquei o timer para cuidar o tempo, era só para dar mais um extra no caldo, deixando-o suculento. Fui falar com uma amiga e em breve começo a sentir o cheiro de queimado, saio correndo e vejo o feijão ainda com água, pego a colher de pau e percebo que embaixo estava mais seco realmente. Misturo tudo. Suspiro de arrependimento.

Depois me senti como quem comete um crime e precisa limpar as provas do ato. O fogão estava sujo, o ar da casa impregnado do cheiro de queimado, a panela imunda e tinha o próprio feijão para dar fim. Peguei minha tristeza pelo feijão e a culpa de colocar comida fora ambas no bolso, vesti as luvas e comecei a limpar o fogão, depois recolhi o feijão, coando para tirar o excesso de água e coloquei no freezer (sim, porque o lixo orgânico passa só duas vezes na semana), coloquei agua na panela para amolecer o queimado, abri as janelas da casa e passei um “bom ar” por tudo. Crime feito, crime limpo e lição aprendida para sempre. Sim, para sempre.

“Se você deseja saber como eliminar o gosto de queimado do feijão, confira a dica da Lucy Mizael no blog Soluções Domésticas: Retirar gosto de queimado do feijão.

{Daniela Correa}

O problema do “eu mereço!”

Quem nunca se jogou na sobremesa depois de um dia horrível, ou então descarregou toda a tensão no cartão de crédito depois de uma briga? Pois é, você não está sozinha. É justamente nessa hora que você joga a sua dieta e o seu autrocontrole pela janela, com a famosa justificativa: “eu mereço!”.

Eu acredito que todas nós merecemos todos os brigadeiros que desejarmos e um armário de sapatos enorme, à la Carrie Bradshaw em Sex and the City. No entanto, o que ninguém merece é engordar ou se endividar por causa de besteiras e impulsos.

Pensando nisso, eu lanço neste mês meu livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” pela Editora Saraiva junto com o economista Samy Dana. Nele, nós explicamos como fugir dar armadilhas do consumismo impulsivo e ensinamos como você consegue fazer as suas compras, mas mantendo as contas nos eixos.Finanças Femininas

Nossa ideia é que se você consegue levar uma vida financeira equilibrada, tem espaço para comprar o que quiser e você ainda consegue poupar para o futuro. Quer saber como?

De todo o seu salário 50% deve ser direcionado às contas fixas, 30% ao lazer – que pode ser ir ao cabeleireiro, ir a um cinema ou fazer uma viagem –, e 20% deve ser poupado. Esse dinheiro guardado deve ser utilizado para realizar sonhos, por isso o livro dedica alguns capítulos para falar de investimentos, casar, ter filhos e como abrir um negócio próprio.

O livro está bem bacana, e quem quiser está convidada para vir para o lançamento e noite de autógrafos: será no dia 26 de fevereiro, uma quinta-feira, às 19:30 na Livraria Saraiva do Shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo.

Espero vocês lá!

Beijos,

{Carol}

*Carolina Ruhman Sandler é a fundadora do  Finanças femininas, o primeiro site do Brasil para falar de dinheiro só para mulheres. Jornalista, tem 30 anos, é casada e mãe da Beatriz. É coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva).

 

Vale a pena

Ano passado fizemos aqui no blog uma campanha onde convidamos nossas leitoras a enviarem um texto contando sua história de vida, poderia ser em qualquer formato, o importante era vir do coração.

Já publicamos o texto vencedor da campanha (se ainda não leu clique aqui) e hoje estamos publicando o que selecionamos como segundo colocado. Não estava previsto mas gostamos tanto desse singelo texto que decidimos publicar também.  Autoria de Viviane Silvia de Souza.

Vale a pena

Vale a pena,  olhar todos os dias e ver que você cresceu.

Vale a pena,  observar seu crescimento, descobertas, experiências.

Vale a pena,  estar ao seu lado,  mesmo que não seja o tempo todo,  mas estou, sou,  cresço e aprendo com você.

Vale a pena,  tudo,  cada dia,  pois você fez brilhar uma luz que estava dentro de mim o tempo todo.

Vale a pena,  te amo
Esposo e filha.

Família

{Viviane Silvia de Souza}

Quando NÃO se deve usar o vinagre

Quem acompanha o blog sabe que o vinagre é figurinha repetida por aqui e também no nosso canal no You Tube. São vários posts e vídeos falando sobre quando, onde e como usar o vinagre nas limpezas. Para tirar algumas dúvidas hoje vamos falar sobre o contrário:

Quando NÃO se deve usar o vinagre

1- Não use vinagre na bancada de mármore, granito, pedras em geral, pois pode causar desgaste ou manchas. 

2- Não use vinagre em panelas de ferro ou alumínio porque reagem com o vinagre e podem oxidar.  

3- Não use vinagre para limpar sujeira de ovo. A proteína do ovo vai coagular em contato com o vinagre e vai ser ainda mais difícil de limpar. Acredite!

4- Não use vinagre para limpar telas de smartphone, tablet, notebook… Alguns desses aparelhos vêm com um tratamento especial para evitar manchas de dedos. O vinagre pode retirar esse revestimento. 

5- Nao use vinagre em superfícies enceradas a não ser que a intenção seja realmente retirar a cera. 

6- Não misture vinagre com água sanitária ou qualquer produto que contenha cloro porque vai se formar um gás tóxico, nocivo para pessoas e animais. 

7- Vinagre não é sabão. Sozinho ele não vai eliminar sujeiras com gordura. 

Alguns casos onde se deve avaliar outras opções

- Porcelanato. O porcelanato deve ser limpo apenas com água e sabão neutro. Mas em caso de alguma mancha localizada caso opte por usar vinagre, que seja diluído em água e teste em uma pequena área escondida. 

- Piso de Madeira. Tudo depende do tratamento e acabamento que foi dado ao piso de madeira. Se optar por usar, não aplicar puro, use diluído em água e testar em uma pequena área escondida antes. 

- Mancha de mofo. O vinagre é ótimo para prevenir aparecimento de mofo e eliminar o cheiro porque ele mata os fungos, mas nem sempre acaba com a mancha. 

E você, tem mais alguma recomendação para acrescentar nessa listinha? 

{Renata Marques}